Skip to content Skip to footer

Manifesto

Comemorar não é por acaso. É coisa de gente obstinada. Um momento singular não é por acaso.

Não foi por acaso que Colombo descobriu a América, não senhor! Nem foi por acaso que Einstein tornou tudo relativo… até o acaso.

Um brinde ao acaso, mas não por acaso. É que nada, ou quase nada, é assim por acaso.

PATANEGRA é de caso pensado.

A alegria, a satisfação de conseguir aquele aroma, a obstinação, o refinamento, a tal textura, a cor, até chegar a esse sabor…

Não, nada é por acaso.